Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘janeiro’

Maria de Jesus Coelho nasceu em Pampilhosa da Serra mas vive em Lisboa há muito tempo. No dia 22 de Fevereiro vai contar já com 43 anos a viver na Graça. MJC disse-nos que uma das vantagens desta localização é que não precisamos de ir muito longe para comprar tudo o que quisermos.

Das memórias da Graça destaca o tempo em que no Quartel da GNR se faziam refeições para os mais carenciados. Os tempos são outros e soubemos em primeira mão o que se diz agora na rua: o quartel vai virar hotel, embora os guardas se mantenham aquartelados por agora…

MJC falou-nos da sua terra, de que se orgulha bastante, e dos nomes curiosos que podemos por lá encontrar. Houve até tentativas de mudar nomes que soavam pior mas a tradição manteve-se…

Quando lhe pedimos para tirar uma foto Maria lembrou que embora não goste de fotos até já foi capa de uma revista, há 45 anos, quando trabalhava nos Anjos, ali perto.

Ouvimos falar de como se vivia em Pampilhosa da Serra noutros tempos e muitas mais histórias de vida interessantes. A entrevista passou rapidamente a uma interessante conversa entre duas gerações. Mas nada melhor que ver e ouvir a conversa no vídeo abaixo.

Anúncios

Read Full Post »

Para celebrar o primeiro mês de actividade nada melhor do que olhar em volta e perceber quem está connosco nesta comunidade. E foi assim que fizemos um apanhado das contribuições que surgiram no nosso blog e fórum.

Com a Inês Coimbra, de 10 anos, descobrimos como é voltar a ser criança:Eu moro na Graça, mas agora não vou muitas vezes ao miradouro. Quando ia eu andava de bicicleta e às vezes trazia os binóculos para ver a paisagem.”

O domingos mostrou-nos como é ser estudante e morar na Graça: “Sou das Caldas da Rainha e vim pra Lx estudar há 2 anos. Escolhi a Graça por ser um bairro típico lisboeta e pelos amigos estudantes que já cá viviam.”

Com a Sara (destaequee2.blogspot.com) encontramos um local onde podemos comer bem na Graça: Na Tasca do Cardoso, mesmo na parte mais estreita do passeio da Rua da Graça, aquela com direito a banho de poças da chuva aquando da passagem dos carros, come-se bem. (link)

A Cláudia falou-nos daUm bairro com características únicas, tendo para mim um das mais belas visões sobre Lisboa, no seu miradouro podemos relaxar bebendo um café tendo a autentica paisagem de Lisboa.”

Com a enigma, descobrimos juras de amor no Largo da Graça: posso partilhar que uma das melhores experiências da minha vida teve lugar no miradouro. Este foi local de trocas e juras de amor… amor que jamais iria terminar e que duraria para sempre.
A verdade é que esse amor durou.. mas não foi para sempre. Deu agora lugar a uma “simpática” amizade.

A Mlurdes ensinou-nos como conhecer Lisboa partindo da Graça:No Largo da Graça parti, a bordo do eléctrico 28, e iniciei um passeio com a minha família por Lisboa e por toda a sua história, da Graça até aos Prazeres. Quando forem passear pelo Largo da Graça aconselho vivamente a fazerem este maravilhoso passeio de eléctrico.

O LuisMartins alertou-nos para um problema que tem vindo a afectar o Largo da Graça: “Infelizmente existem “presentes” de cão por todo o lado e a câmara de Lisboa ainda não colocou um dispensador de sacos.”

A mouse (mouseland.blogs.ca.ua.pt) ajudou-nos a divulgar o nosso projecto no seu blog: (link)

A todos os participantes que contribuíram para que este projecto fosse posto em prática, o nosso muito obrigado!

PS: e porque nem só de texto vive este projecto aqui ficam as imagens enviadas pela Sara (destaequee2.blogspot.com):


Read Full Post »

Fotografia e vídeo capturados no Largo da Graça no dia 15 de Janeiro de 2010.

Read Full Post »

A ideia…

A ideia de recolher uma imagem colectiva de um espaço surgiu no Atelier de Artes Digitais, uma unidade curricular de mestrado na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL. Depois de muito pensar o grupo entendeu que o Largo da Graça seria o espaço ideal para a intervenção: uma mistura de novo e velho, tradicional mas dinâmico.

E foi o próprio Largo que deu título ao projecto – a partir do código postal 1170-165, exclusivo daquele espaço. Ideias na mesa, nome e imagem criados, fomos para a rua colar “propaganda”. E foi provavelmente a partir de um papel colado no Largo da Graça que o leitor chegou até nós…

Read Full Post »